domingo, 11 de janeiro de 2009

VAI UM LITRO DE LSD?! (L_ouvado S_eja D_eus)

"Tens de saber a verdade, procurar a verdade, e a verdade te libertará"

"Eles devem achar difícil...aqueles que consideram a autoridade como sendo a verdade, ao invés da verdade como sendo a autoridade"
G.Massey, Egiptólogo.

- Somos todos uma Grande família...posto isto,

Caros Irmãos:

Um dos meus melhores amigos, senão o melhor, partilhou comigo dois documentários que na minha opinião deveriam ser exibidos a uma escala mundial...partilhem com todos os vossos conhecidos, amigos e afins... Mais informo que este documentário foi reconhecido em Cannes...
Julgava saber algo (por mais ínfimo que seja), mas depois de visualizar estes documentários com atenção apercebi-me que nada sabia...agora posso saber um pouco mais, mas ainda nada sei do que ainda mais deveria saber...
Aconselho-vos vivamente a fazer um chazinho "potente", daqueles que não nos fazem adormecer (i.e. chá verde, chá preto) e preparar o aposento para um tempinho de concentração.
Divulgem!
É com amor que partilho este "pãozinho" =) ...Este é o primeiro mês do resto das nossas viagens...BOAS ENTRADAS no "avião", "barco", "carro", "bicicleta" ou na "camioneta das duas"...cada um escolhe o seu meio de "transporte"... ("life is just a journey...")

Este primeiro link leva-vos ao 1º documentário com legendas em português:

http://video.google.com/videoplay?docid=-1437724226641382024

Este segundo levar-vos-à aos dois (1º e 2º) documentários:

http://www.zeitgeistmovie.com/

always watch good moveeeees! =) lol

beijinhos e boas ondas,

Rute§R

PS- "- Mas vocês tomaram alguma droga que vos calhou mal ou o que é?!! Tão maluquinhos é?!" lolololol... epa, olha aí os perdigotos!ROTFL


3 comentários:

Altar Mar disse...

A Cocovama é a única associação ligada ao Mar e às Ondas cujos estatutos concordo a 100%.

Posto isto e com o devido respeito por quem escreveu este texto e por quem o publicou, parece-me claro que a alusão, ainda que metafórica ou irónica, ao consumo de qualquer tipo de estupefacientes não credibiliza a imagem da Cocovama, especialmente perante uma sociedade tradicionalista como a açoriana. Qualquer pessoa não ligada às Ondas poderá deduzir uma relação directa entre surfista e "pés descalços, drogados de brinquinho" usando expressões abjectas e ignorantes de alguns politicos e responsáveis pelo poder local madeirense a par da destruição de alumas Ondas naquela ilha . Cada um será livre de tomar e consumir aquilo que quiser, devendo porém ter a noção que isso não o credibiliza perante a sociedade. Não será nada útil para a preservação das Ondas em risco qualquer associação entre aqueles que as correm e qualquer consumo de substâncias ilicitas. A credibilidade a que me refiro é essencial para conseguir alguma pressão e resultado perante a destruição das Ondas em causa.

Quanto aos videos apresentados, é certo e sabido que existe manipulação em massa das sociedades através do consumo e do materialismo, dos partidos politicos, de algumas religiões, de grupos pouco visiveis e até de outros que não se escondem. Associar o mal do mundo à biblia e (invariavelmente) à religião cristã é uma extrapolação, pois esta não é nem a maior religião do mundo, nem a com maior poder económico.

Que existe algo que está mal contado na nossa sociedade é um facto. Desde as teorias mais esotericas à ovnilogia, passando pelos Anannuki e planeta niribu, conspirações internacionais e 11 de Setembro existem 1001 teorias baseadas em factos e outras que se perdem numa teia de quase-paranóias impossiveis de explicar.

Um facto é inegável: quem detiver o poder económico dominará actualmente o mundo controlando de forma escondido grande parte (ou a totalidade) deste teatro mundial. A Igreja cristã apesar das suas riquezas, não é certamente a detendora da banca mundial (responsável pela actual crise), nem tão pouco detendora dos maiores grupos de comunicação e media que produzem ideias e conceitos através dos filmes e livros que injectam na sociedade com o objectivo que cultivar ideias favoraveis a determinada causa ou simplesmente de modo a gerar a confusão para mais fácilmente reinar. Uma pesquisa no google sobre quais os grandes grupos económicos mundiais poderá ser esclarecedora e levantará questões tidas como inquestionáveis e verdadeiramente tabus.

A existir uma manipulação em massa esta atinge todos os ramos da sociedade e nem nós corredores de vagas estamos inumes. O surf business e as suas ideias estereotipadas e previamente estudadas pelo marketing conseguiram criar toda uma geração de surfistas, bodyboarders, kneeboardes e outros "borders" que acham que o nirvana de surfar é ter uns calções iguais aos do Kelly Slater ou outros pseudo campeão qualquer. A Ondas deixaram de ser o templo para serem substituidas pela marca comercial que representa as ondas. Ao deixarmos de ser consumidores não-criticos passamos a ganhar uma outra liberdade e espaço para assuntos mais profundos e simultaneamente retiramos força aos que eventualmente se servem de nós para se encher finaceiramente.

Há que recusar ser um cordeiro manso...sem nos tornarmos em cães raivosos e igualmente alienados.

Altar Mar disse...

Retirado do texto em causa parte da alusão a que me referi no 2º parágrafo do comentário anterior o mesmo fica um pouco descontextualizado. Antes assim, pois o objectivo do mesmo é contribuir para a construção de algo posiivo.

Joaquim Soares disse...

Caro amigos,

creio que o que os documentários referidos pela Rute pretendem acima de tudo, no que se refere ao tópico da religião, e para lá de algumas incorrecções e extrapolações não fundamentadas e excessivas:

1) Demonstrar, de forma acessível ao grande público, as origens pagãs do Cristianismo, facto desconhecido pela grande maioria das pessoas;

2) "Desmontar" a suposta historicidade da figura de Jesus dos Evangelhos (que até hoje não se consegui provar que tenha existido tal como a tese oficial defende) e evidenciar a importância maior e fundamental do aspecto místico do ideal do Cristo (este sim, um ponto comum a todas as grandes religiões e filosofias);

3)Denunciar (ainda que de forma resumida) os crimes, as perseguições e a destruição, continuada ao longo de séculos, de incontáveis fontes de conhecimento, por parte do clero fanático cristão;

4)Questionar o Deus antropomórfico, construído "à imagem e semelhança do homem".


Se todos estes objectivos são alcançados, isso já é questionável. No entanto, considero que no meio da imensa fantasia e ilusão que envolve os meios religiosos e os (ditos) espiritualistas, são de saudar estes documentários.

E a verdade é que a igreja Cristã é um dos maiores embustes (mas não o/a único/a) da história humana. Estude-se com seriedade o assunto e dificilmente se chegará a outra conclusão.

O facto é que os documentários demonstram, de uma forma simples e compreensível, que o cristianismo primitivo foi o herdeiro, ou melhor, foi inspirado por inúmeras outras filosofias religiosas da bacia mediterrânica (filosofia grega, grupos cabalistas judaicos, das doutrinas egípcias, mithraísticas, etc.), contribuindo assim para religar o Cristianismo ao tronco comum que percorre todas as outras religiões.


Construir algo de positivo implica procurar a verdade e tentar sempre ver para lá das aparências.

Um abraço,

Joaquim Soares